O seu dia começa aqui

“Qualquer atribuição de culpa nesse momento é prematura” diz advogado da Expresso Itamarati

Segundo a PRF, ônibus da empresa teve problemas em Lucas do Rio Verde e permaneceu por 4 horas parado
Foto: Reprodução

A empresa Expresso Itamarati, responsável pelo ônibus envolvido no acidente que matou 8 pessoas e deixou pelo menos 13 feridos, na tarde de terça-feira (17), na BR-163, emitiu uma nota oficial. O comunicado diz que as vítimas e familiares receberão suporte e afirma ainda que nenhuma atribuição de culpa deve ser apontada neste momento.

A colisão aconteceu há 40 quilômetros da rota final do ônibus. O veículo saiu de Cuiabá com destino á Sinop. Em Lucas do Rio Verde, segundo a Polícia Rodoviária Federal, o ônibus apresentou problema e ficou parado por aproximadamente 4 horas.

O advogado da empresa, Carlos Melgar, não relacionou o problema do ônibus com a causa do acidente. “O boletim de ocorrência e a perícia ainda não foram concluídos, portanto qualquer atribuição de culpa nesse momento é prematura”.

A perícia preliminar da POLITEC (Perícia Oficial e Identificação Técnica) apontou invasão do ônibus da faixa contrária. O motorista sofreu decapitação do braço e está em estado grave.

A Expresso Itamarati expressou que as próximas informações serão reportadas aos órgãos oficiais.