O seu dia começa aqui

AGER constata regularidade em ônibus que deixou 8 mortos na BR-163 em Sinop

Em depoimento, representante da empresa diz que ônibus e carga horária do motorista estavam em condições normais
Local do acidente - Foto: Reprodução

A AGER (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados) constatou regularidade no ônibus que deixou 8 mortos no acidente, na terça-feira (17), na BR-163, próximo a Sinop. Segundo agência, o veículo estava com os documentos, seguro e vistorias em dia.

A Polícia Civil investiga a causa do acidente e aguarda o laudo técnico das condições mecânicos do veículo.

A Expresso Itamarati, responsável pelo ônibus, informou que o veículo foi comprado em 2021 com quilometragem zerado e negou a carga horária excedida do motorista.

Segundo a empresa, o motorista permaneceu quase 6 horas com o veículo parado, devido problemas mecânicos, e por isso, não permaneceu dirigindo.

O representante da empresa, Ismail Daniel, ainda afirmou que o problema mecânico do veículo, registrado em Lucas do Rio Verde, era pontual e não interferiu nas condições de dirigibilidade. ““O veículo estava em ótimo estado, o que aconteceu foi um problema pontual, que inclusive é corriqueiro no mundo dos ônibus. A questão é que temos um estado de dimensões continentais e tudo é bem longe, por isso o suporte demorou para chegar”.

A Polícia Civil deve ouvir outras testemunhas nesta sexta-feira (20).

A Expresso Itamarati afirmou que está arcando com os custos financeiros das vítimas do acidente.