O seu dia começa aqui

Prefeito Roberto Dorner cancela contrato com OSS, instituto que administra a UPA

Com a decisão do prefeito, sistema público de saúde passa a ser gerido pela prefeitura
Prefeito anuncia fim do contrato com OSS - foto: Assessoria

O prefeito Roberto Dorner (Republicanos) anunciou, nesta noite (30), o cancelamento do contrato da prefeitura com a Organização Social de Saúde (OSS). A organização, através do ISSRV (Instituto Social Saúde Resgate à Vida) administrava a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e demais unidades de saúde desde 2018.

De acordo com o prefeito, o cancelamento foi provocado pelas críticas de atendimento à população e atraso de salário dos funcionários.  “Não dava mais para aceitar a situação que estava. O atraso no salário prejudica os trabalhadores da saúde e consequentemente o atendimento da população. Determinei a Secretaria de Saúde para que deste um basta nesta situação”, pontou o prefeito.

A OSS recebia em torno de R$ 3,3 milhões por mês da prefeitura para gerir o sistema de saúde. Em março, deste ano, o vereador Mário Sugizaki (Podemos) pediu uma CPI para investigar o uso dos repasses pela Organização.

Nesta noite, com o anúncio do prefeito, a gestão do sistema público de saúde será gerida pela Secretaria de Saúde. A secretária responsável pela pasta, Daniele Galhardo, antecipou o pedido de compreensão da população com o atendimento, durante o período de transição. “O atendimento não será suspenso, mas sabemos que o período de transição pode causar alguns transtornos. Os protocolos médicos serão os mesmos, mas haverá mudança de sistema, entre outras coisas que levarão alguns dias até que seja tudo normalizado”.

O anúncio contou com a participação de vereadores, secretários e servidores da saúde.

Até o fechamento da reportagem, o ISSRV não se manifestou.