O seu dia começa aqui

Contratados por R$ 332 mil, palhaços Patati Patata são vaiados pelo público em Guarantã do Norte

Vaias e gritos tiraram a dupla de cima do palco no aniversário de 41 anos de Guarantã do Norte

Os palhaços Patati e Patatá foram vaiados e tiveram que sair correndo do palco em um show em Guarantã do Norte, no último sábado (4). A dupla, contratada pela prefeitura em comemoração ao aniversário de 41 anos da cidade, não agradou a plateia depois de quatro músicas. Culpa de um mal-entendido na contratação da dupla.

De acordo com a Rinaldi Produções, detentora da marca Patati Patatá, o contrato de R$ 332,8 mil firmado em abril, era para a dupla tirar fotos em um ambiente escolar, com um grupo de professores e alunos. Só que ao chegarem no local, os dois artistas foram levados até uma praça pública e anunciados como atrações musicais para a multidão.

“Ao chegarem na cidade para realizarem a participação no projeto pedagógico, a dupla foi surpreendida por toda esta situação, inclusive sequer tinham os componentes necessários para um show deste porte, que inclui cenários lúdicos, adereços cenográficos, equipamentos técnicos de som e iluminação, balé e outros personagens que compõem o espetáculo”, diz a nota da empresa responsável pelos palhaços.

Após a repercussão do episódio envolvendo os artistas e a gestão pública, a Prefeitura de Guarantã do Norte assumiu o erro e divulgou um comunicado isentando qualquer responsabilidade da marca Patati Patatá. “Houve um erro de interpretação da parte contratante quanto a ocorrência de um show em detrimento da apresentação de material didático a qual estava adstrita a contratada”, escreveu a prefeitura em nota oficial divulgado nesta terça-feira (7).