O seu dia começa aqui

Mecânicos foram mortos por engano de facção

Suspeitos afirmaram em depoimento que mataram os dois mecânicos por engano. Caso segue sob investigação
Vítimas foram assassinadas nos fundos de uma oficina - foto: reprodução

Os dois mecânicos, de 22 e 34 anos, assassinados na quarta-feira (22) em Cáceres foram mortos por engano, segundo depoimento dos suspeitos presos pelo crime. As vítimas foram assassinadas no local de trabalho por disparos de arma de fogo.

No crime, dois homens encapuzados em uma motocicleta invadiram o local, renderam os proprietários e atiraram contra os dois trabalhadores nos fundos da oficina. Segundo eles, o alvo era outro mecânico que trabalha no local.

O crime teria sido ordenado por uma facção criminosa. O alvo seria o homem que participou de um atentado em um bar no município, onde a técnica de enfermagem, Luiza Gonçalves Veloso, de 39 anos, morreu e deixou três pessoas feridas.

Veja o vídeo do atentado.

A Polícia Civil prendeu quatro suspeitos dos assassinatos contra os mecânicos.

O crime continua sob investigação.