O seu dia começa aqui

Sindicato Rural de Sinop repudia senador e deputado ruralistas após aliança com o PT

Ruralistas eram vistos como base da bancada rural que apoia Bolsonaro. Repúdio com tom agressivo repercutiu no país
Ruralistas do Progressistas e do PSD definiram apoio a Lula - assessoria

O Sindicato Rural de Sinop emitiu uma nota de repúdio, nesta quinta-feira (14), contra o senador Carlos Fávaro (PSD) e o deputado Federal Neri Geller após aliança dos políticos com o Partido dos Trabalhadores. A nota, assinada pelo presidente do sindicato, Ilson Redivo, refere o PT como organização criminosa e acusa oportunismo de Fávaro e Geller.

O senador e o deputado decidiram apoiar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para a Presidência, na última terça-feira (12). Fávaro, ex-vice-presidente da Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja) e Geller, ex-ministro da Agricultura, do governo Dilma, eram vistos como base da bancada rural que apoia Bolsonaro.

O repúdio do sindicato aos ruralistas adota tom agressivo e ataques contra Neri Geller, trocando o nome do deputado para ‘Nerizão’. “Esse apoio político de “Fávaro e Nerizão” revelam apenas que seus perfis não estão voltados ao Agro e à família brasileira, mas demonstra ação retrógrada e oportunista, que vem, de forma acintosa, desconstruir os avanços obtidos nos legítimos movimentos sociais do setor produtivo, envergonhando os produtores rurais que tanto trabalharam para esse Estado” diz trecho da nota.

O texto ainda faz duras citações e relaciona o PT com atividade criminosa. “Como é de conhecimento público, o Partido dos Trabalhadores atua em conjunto e apóia o M.S.T., organização criminosa que invade, depreda, incendeia propriedades adquiridas com trabalho e esforço de famílias honestas.

Procurada, a assessoria de Carlos Fávaro, por meio de nota, disse que não vai comentar o assunto. Já Neri Geller chamou o repúdio do sindicato de vergonhoso e afirmou que atividades do agronegócio não deveriam ser usadas politicamente.

 

 

 

Anúncio publicitário