O seu dia começa aqui

PM é indiciado por homicídio qualificado na morte de adolescente em Sinop

Tenente da PM foi indiciado por homicídio qualificado, no entanto, inquérito contra segundo policial envolvido na ação foi arquivado
Brundo Eduardo Ranov foi morto em 31 de dezembro durante abordagem policial - reprodução TV Cidade Verde

O Ministério Público de Sinop indiciou o tenente da Polícia Militar, Ismael Rodrigues de Assis, pela morte de Bruno Eduardo Ranov, de 17 anos, em dezembro do ano passado. O jovem morreu com um tiro no abdômen durante abordagem da PM na Avenida dos Tarumãs.

Conforme o promotor de Justiça, Luiz Fernando Rossi, o adolescente não ofereceu risco ou resistência na abordagem dos policiais, contrariando a versão do PM. “O policial militar sacou a arma de fogo que carregava consigo àquela ocasião e atacou de surpresa, sem que o ofendido pudesse esboçar qualquer reação, pelo que efetuou um disparo de arma de fogo em sua direção”, disse o promotor.

Imagens de segurança registraram a ação dos PMs – arquivo

O policial militar foi indiciado por homicídio qualificado, com pena de 12 a 30 anos de prisão.

O crime será julgado pela Justiça.

 

 

Anúncio publicitário