O seu dia começa aqui

Deputado de MT tira foto de crianças com armas e vira alvo de investigação

Publicação foi feita em julho no perfil de Gilberto Cattani (PL) em uma rede social
Foto foi postada em perfil do deputado nas redes sociais em julho. — Foto: Reprodução/Instagram

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MP-MT) solicitou que o deputado estadual Gilberto Cattani (PL) seja investigado “por compartilhar imagem contendo pessoas portando arma de fogo, inclusive uma criança” em um de seus perfils em uma rede social. O pedido foi encaminhado ao Núcleo de Ações de Competência Originária Criminal (Naco) do próprio órgão.

A reportagem tenta contato com o deputado e a assessoria do parlamentar. Solicitamos também um posicionamento do Partido Liberal em Mato Grosso, mas não obtivemos resposta até o momento.

A publicação foi feita em julho. Na foto, Catanni aparece com uma camiseta verde e amarela e com a bandeira do Brasil, segurando uma arma. Ao lado dele, um homem está com uma criança no colo e ela segura outra arma. Um terceiro homem e uma mulher, em cima de um cavalo, também estão armados. Outras crianças também aparecem na foto, inclusive um bebê.

A imagem ainda traz o texto “O bolsonarismo é um grupo ‘perigoso’, formado por trabalhadores, cristãos, pais e mães de famílias, que tem Deus, a pátria e a família como princípios”.

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) prevê pena de três a seis anos de reclusão quem vende ou fornece armas, munições ou explosivos a menores, conforme o artigo 242 da Lei nº 8069.